Economia de energia com automação elétrica industrial: mitos e verdades

Hoje em dia, a automação elétrica industrial já é muito mais conhecida do que há alguns anos. Antigamente, havia a ideia equivocada de que a automação era um luxo que apenas grandes empresas poderiam adquirir, algo ainda distante da realidade dos pequenos e médios.

Pensar dessa forma é bobagem. Atualmente, a maior parte das empresas já sabe que a economia de energia com automação elétrica industrial é uma maneira viável e razoavelmente acessível de reduzir os custos da produção sem afetar em nada a sua qualidade.

Mesmo assim, ainda existem alguns mitos que sobrevivem no imaginário popular, principalmente ligados ao preço, ao tempo de retorno do investimento e do tipo de mudanças que são implementadas durante o procedimento.

Saiba alguns desses mitos e verdades sobre a automação elétrica industrial, e entenda como ela pode auxiliar na redução de custos da empresa.

automação elétrica industrial

MITO: Automação elétrica industrial custa caro

Este é, ainda, o mito mais comumente repetido por praticamente toda a indústria. Mesmo anos após o uso eficiente e acessível da automação como estratégia de economia, muitas pessoas ainda a associam a altos custos de implementação.

Isso não é verdade. Pelo contrário: boa parte das estratégias consistem na utilização de dispositivos bastante simples, de custo bastante acessível. Quando existe automação em setores mais caros da produção, que exige investimento um pouco mais substancial, ele só acontece em função da alta economia de energia, que faz com que o retorno seja muito rápido.

Não é raro que investimentos simples possam trazer cerca de 15% de economia em relação ao total da conta de luz. Ao mesmo tempo, investimentos um pouco mais parrudos, ligados a controle de temperatura ou uso de motores, podem chegar a valores entre 60% e 80% do valor total da economia.

VERDADE: Pequenas e médias empresas também se beneficiam

Na automação elétrica industrial, e economia não depende exclusivamente de escala. Na verdade, as soluções existentes no mercado são tão variadas, que existem opções especialmente voltadas para produções de tamanhos reduzidos, viabilizando o investimento para os mais diferentes perfis produtivos.

Na prática, a existência dessas soluções faz com que a automação elétrica industrial se torne ainda mais importante para as pequenas e médias indústrias. Mais do que um diferencial produtivo, é uma maneira acessível de garantir uma margem um pouco mais folgada para a produção.

MITO: O retorno sobre o investimento é muito lento

Este é um dos mitos mais infundados sobre a automação elétrica industrial, e provavelmente decorre da confusão entre o setor e outros investimentos em economia elétrica, como a autoprodução energética.

A alocação adequada da automação faz com que alguns dos pontos mais relevantes e ativos de consumo se tornem mais econômicos na atividade produtiva. A economia é, obviamente, significativa, e faz com que o investimento seja recuperado rapidamente.

VERDADES: Empresas com procedimentos documentados economizam mais

Na hora de realizar o estudo de potencial de economia de energia com a automação elétrica industrial, ter clareza sobre os processos, os tipos de equipamento e o funcionamento geral do local faz toda a diferença.

Por isso, ter uma documentação clara dos processos e procedimentos costuma resultar em uma economia ainda mais significativa. Além disso, evita o investimento em setores que nem são tão relevantes, em termos de consumo, otimizando o retorno sobre o investimento.